quinta-feira, 19 de março de 2009

A que preço...

Uma das pseudo amigas que ficou para trás, teve bebé a semana passada, na altura ela disse que estava grávida, e falamos cerca de 4/5 vezes durnte os 9 meses.
Ela já tinha um filho com 3 anos e meio, na altura a gravidez correu muito bem, mas no dia em que veio para casa teve uma série de convulsões foi internada e nunca por mais exames que lhe fizeram descobriram o que se passou naquele dia. O médico de família dela aconselhou-a a não ter mais filhos porque mesmo não sabendo o que se tinha passado poderia acontecer novamente.
Sempre foi daquelas pessoas que dizia à boca cheia que queria só um filho e até metia impressão a convicção que ela dizia aquilo, mas a maternidade muda-nos tanto que engravidou novamente, no ínicio a mãe dela ficou muito zangada com ela e tudo, todos aflitos porque havia sempre aquele SE.
O ginecologista disse que a gravidez dela tinha que ser muito mais vigiada seria de risco médio, a tensão subiu muito e com 4 meses ficou em casa sempre a ser muito vigiada, mas pelo que me consta fez muitas asneiras. Nunca a vi durante a gravidez.
Teve o bebé na sexta feira, falei com ela no sábado, tudo estava bem, ontem liguei durante o dia e ninguem atendeu, não achei estranho quem é mãe sabe que em muitos momentos do dia o telefone não é muito oportuno.
Ela ligou-me à noite a dizer que lhe tinha acontecido tudo novamente, mas já estava em casa à um dia e estava muita gente lá, não só o marido.
Fiquei para morrer...........
Mesmo na altura em que ela engravidou eu pensei A QUE PREÇO???? se fosse um primeiro filho sinceramente eu apoiaria, mas um segundo??? o risco de vida era o dela, acho que não pensou no filho que cá estava, tudo bem que não sabemos o que nos acontece no segundo seguinte, mas PORQUÊ arriscar??????
Mesmo depois de ter feito TAC, ressonância magnética, ninguém sabe na mesma o que lhe aconteceu, espero que nunca mais aconteça nada......Desejo muita sorte e que não seja nada, mas não me conformo..
Eu daria a vida pelo meu filho, mas não arriscaria a minha vida por outro porque o que tenho precisa tanto da sua mamã......

1 comentário:

Tixa disse...

Estou contigo, uma 1ª gravidez, tudo bem, mas sabendo(ou não sabendo) que pode acontecer uma 2ª vez, eu não arriscava por certo, também tenho essa ideia de me contentar com a minha filhota, mas isso porque a vida não me proporcionou outra alternativa, mas sou nova, posso reencontrar o amor ao virar da esquina e ter vontade de ter outro bebe, agora a minha bebe, será sempre a 1º e nasceu de um belo e lindo amor (apesar da separação).
Beijoca