sábado, 5 de junho de 2010

Há dois anos...


Ao assinar o meu divórcio não pude deixar de pensar que:
- Não mais podia comungar; (para mim isto é/era importante)
- Não mais podia ser madrinha de ninguém.

E entristeceu-me tanto, tanto....

7 comentários:

Saltos Altos Vermelhos disse...

Isso é que não acho correcto! mas porque é que não deixam ser madrinha uma divorciada? é pior pessoa??? por estar divorciada? não percebo...

Antonio Branco disse...

não podes ser madrinha pela igreja católica! mas o mundo não é só a igreja católica...

Este Blogue precisa de um nome disse...

Mas tu podes comungar. Pelo que percebo da leitura do teu blogue não vives com ninguém além do teu filho. O teu ex marido é que ao ir viver/casar com a namorada deixa de poder comungar. Tu podes :) e ser madrinha também... Tens que falar é com um padre esclarecido. Garanto-te que podes. Beijo

Este Blogue precisa de um nome disse...

Aliás deves lembrar-te que uma das primeiras medidas deste Papa foi os divorciados poderem comungar :)

Se quiseres manda-me email. Sou católica praticante e às missas que vou nunca ouvi tal. Informa-te querida e vais ver que estás enganada. Beijo :)

Lu! disse...

A Igreja Católica impõe regras absurdas...

Montana disse...

Este blogue precisa de um nome está certa, tu não vives com ninguem portanto podes comungar.Só no caso de voltares a casar civilmente é que deixarás de o poder fazer. Informa-te bem, visto isso ser importante para ti.Olha eu vou á missa mas não comungo visto ser casada só pelo civil.

CS disse...

Há coisas que não compreendo e essa é uma delas. Como pode a igreja excluir quem acredita em Deus?!
E os padres que são pedófilos, será que continuam a comungar? Faz o que a tua consciência te dita, apenas isso...